Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Música de 2015

15.02.16

PicMonkey Collage.jpg

Estes foram os meus albúns predilectos de 2015. Marina and the Diamonds com o seu disco de regresso Froot; o album de estreia de Troye Sivan, Blue Neighbourhood; How Big, How Blue, How Beautiful da incrível Florence + The Machine; também Crybaby foi o album de estreia de Melanie Martinez, e Communion o primogénito de Years & Years. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

tags:

Terminei hoje a leitura de Bicicleta à chuva, título da colecção "a escolha é minha" e da autoria de Margarida Fonseca Santos, e desde então que não consigo deixar de pensar nele. É um livro curtinho, tem um pouco mais que 100 páginas, e carrega consigo não só o suficiente, mas o essencial.

Comecei a ler este livro pela primeira vez há uns meses atrás mas não consegui passar das primeiras páginas. O choque da realidade que este retrata emocionou-me e, simultaneamente, frustrou-me imenso, demasiado.

Contada a duas perspectivas muito particulares – algo que, sem querer revelar muito, considerei uma escolha arrojada e, talvez mais ainda, difícil –, esta é uma história que poderia ser a minha ou a de quem me lê agora; uma história que abarca um assunto delicado e penoso de se lidar (quer directa ou indirectamente): o bullying.

Este é um livro direccionado ao público infanto-juvenil, com um diálogo e narrativa bem acessíveis e mesmo ao estilo da faixa etária, mas que deve ser lido por todos. 

Só consigo imaginar como deve ter sido custoso para a Margarida dar voz a esta história que é, a meu ver, tão, tão, tão importante. É importante que se perceba que o bullying é uma realidade silenciosa mas presente. Que esta história de – como bem sublinha o sub-título – "coragem e amizade" sirva para ajudar a perceber isso mesmo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

O blogue está de parabéns! – esteve, na verdade. No passado dia 7 deste mês comemorou o seu terceiro aniversário! É um recorde para mim, manter o mesmo blogue durante tanto tempo (ignoremos o facto de só publicar aqui quando o rei faz anos, por favor).

Parabéns, dystopia que já foi chopim. Parabéns, pronto!, ao Parasita.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Este post estava à espera de acontecer e chegou finalmente o seu dia. Bem, direito ao assunto: concluir 2015!

Posso começar por dizer que foi um ano terrível para o blogue. Quase não escrevi aqui. Não quer isso dizer, no entanto, que 2015 tenha sido um ano terrível... Até porque, no geral, não foi. Como tudo, claro, houve altos e houve baixos. Mas prefiro lembrar-me apenas dos altos... Publiquei o meu livro Tudo isto tropeça dentro de mim, comecei o meu primeiro ano de universidade (três vezes! - mas isso é outra história), li bastante, comecei a escrever um "projecto" novo, e espreitei timidamente o que é a vida adulta com a minha mudança para uma cidade a quase 200 quilómetros de casa!

No inicio de 2015 publiquei aqui no blogue algumas metas para o ano e (devido ao insucesso da maior parte delas) decidi que este ano não me vou atrever a propor-me a fazer nada. Se tanto, que seja cumprir os pontos que deixei por fazer em 2015...

Termino este post com o desafio literário da Cláudia, 2015 Reading Challenge, a que me propus. Quase, quase que o completei!... Mas aqui deixo os tópicos que faziam parte do desafio com os livros que li para cada um.

 

  • Um livro com mais de 500 páginas: Para onde vão os guarda-chuvas, Afonso Cruz
  • Um clássico: Alice's Adventures in Wonderland, Lewis Carroll
  • Um livro que deu origem a um filme/série: About a Boy, Nick Hornby
  • Um YA: O Complexo dos Assassinos, Lindsay Cummings
  • Um policial: O Chamado do Cuco, Robert Galbraith
  • Um livro com capa bonita: Miss Peregrine's Home for Peculiar Children, Ransom Riggs
  • Um livro com opiniões más:
  • Um livro vencedor do Pullitzer:
  • Um livro com capa feia: Felizmente Há Luar, Luís de Sttau Monteiro
  • Um livro com opiniões boas: O Principezinho, Antoine de Saint-Exupéry
  • Um livro escrito por uma mulher: The Field Guide, Holly Black
  • Um livro polémico: Prometo falhar, Pedro Chagas Freitas
  • Um livro vencedor do prémio LEYA:
  • Um livro publicado em 2015: As Reencarnações de Pitágoras, Afonso Cruz
  • Um livro com um número no título: Four: a Divergent Collection, Veronica Roth
  • Um livro de contos: Breviário das Almas, Joaquim Mestre
  • Um livro muito popular: This Book Loves You, Pewdiepie
  • Um livro recomendado por um blogue: A Guerra dos Tronos, George R.R. Martin
  • Um livro baseado em factos verídicos: Em Teu Ventre, José Luís Peixoto
  • Um livro que abandonaste a meio:
  • Um livro comprado há muito tempo: O Recruta, Robert Muchamore
  • Um livro de fantasia: A Quimera de Praga, Laini Taylor
  • Um livro para chorar: A Desumanização, Valter Hugo Mãe
  • Um romance histórico:
  • Um livro com menos de cem páginas: O Silêncio da Água, José Saramago
  • Um livro que nunca lerias: O Crime do Padre Amaro, Eça de Queirós
  • Um livro de poesia: Os Meus Silêncios, Patrícia Freitas
  • Um livro pouco conhecido: O homem que carregava pedras, Marco Taylor

Autoria e outros dados (tags, etc)



pesquisar

  Pesquisar no Blog

quem escreve

foto do autor


sobre

Este blogue está entregue às mãos de um adolescente que se recusa a aceitar que mais tarde ou mais cedo será adulto e que tem problemas em manter blogues de pé.


escrevi


a ler


a ouvir



mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

WOOK - www.wook.pt